Talvez por isso me custe tanto levantar. É que a seguir, pessoas. Terei de conduzir até ao apeadeiro e, como combinado, deixarei o carro no terreno da tia, bastando-me daí subir até à plataforma. Sem falar com ninguém, a tia saberá que hoje fui ao escritório – e, por acréscimo, o resto da família. Advertisements

Alguém. Mudei-me para esta moradia chã e tenho medo de retraçar as palavras que me inspiraram a vir para aqui. Ou porque concordei com elas tardiamente – e é frustrante. Ou procurei agradar a vontade de outrém, inconscientemente?

Talvez não queira o ontem e esse passado, no fim de contas. Apenas adiar o dia de hoje? Rejeitar qualquer tomada de decisão, seguramente, ou qualquer evento que obrigue definir a minha vida. Numa bifurcação, esperar sempre por alguém. Mesmo que já não venha.